Pages

Warning

"Caro leitor, algumas imagens e textos desse blog foram retirados de sites, sobre o assunto anime e mangá shoujo, caso haja alguma fonte semelhante à sua, é mera coincidência. " Nick'shoujoS" - 2009-2010 Creative Commons License

Compartilhe!

Share/Bookmark

sábado, 16 de janeiro de 2010

Mangá 1 Litro de lágrimas faz sucesso na mídia...



Segundo o Anime Pró, o mangá 1 Litro de lágrimas está ocm tudo na mídia.
A Folha Online publicou uma interessante matéria sobre o mangá 1 Litro de Lágrimas, publicado no Brasil pela NewPOP Editora. Confira a matéria abaixo:

O mangá está disponível para venda na Loja Anime Pró.

da Folha de S.Paulo:

Aos 15 anos, Aya teve de colocar em prática uma palavra adulta: resignação.
Só com um termo como esse no vocabulário para aceitar o diagnóstico que recebeu: degeneração espinocerebelar --doença incurável que destrói células do cerebelo, do tronco cerebral e da medula.

Em 1986, oito anos depois, já quase privada de todos os movimentos do corpo, Aya publicou no Japão o diário em que anotou a progressão de seus sintomas e como fez para lidar com eles. Fez tanto sucesso que virou novela. E, em 2005, mangá.

É esse gibi que a editora NewPOP lançou no dia 26/12 com o título "1 Litro de Lágrimas" (176 págs., R$ 14), com traços da "mangaká" Kita.

Um litro, aliás, parece pouco para a história de uma garota que, dia após dia, se vê perdendo o equilíbrio, os reflexos e até mesmo a capacidade de andar em linha reta. Apesar de ser uma menina madura e de se esforçar para não desistir de sua vida, Aya tem as limitações de quem nem chegou à vida adulta.

No Tanabata, festival japonês em que desejos impossíveis são amarrados em hastes de bambu, a garota escreve em um pedaço de papel o que mais deseja: ser normal.

Falta maturidade, também, aos seus colegas de escola. Eles riem do jeito engraçado com que Aya anda pelos corredores do colégio, apoiando-se nas paredes. Depois, apesar de passarem a ajudá-la, pedem ao diretor que transfira a garota, para que não os atrapalhe mais.

Não que ela precise que alguém lhe diga que é um peso. É assim que se sente até mesmo em relação à sua família. "Eu sou a filha que mais faz você e o papai gastarem dinheiro", diz à mãe.

Por meio de um traço simples, sem rebuscos ou códigos visuais muito complicados --na contramão da tendência dos mangás mais vendidos, geralmente de ação--, "1 Litro de Lágrimas" transita com delicadeza pelo drama de Aya, tornando transparentes suas maiores inquietações.

Uma delas é o conflito entre seu "eu saudável" -aquele capaz de andar livremente, de que ela se lembra bem- e seu "eu deficiente", o atual.

"[Sou] como uma marionete controlada de uma maneira brusca", ela resume. E se pergunta: "Qual é o motivo de eu estar viva?".

A resposta a essa pergunta nada trivial ela teve pouco tempo para encontrar, já que morreu aos 25 anos. Ainda assim, chegou a uma conclusão que lhe permitiu sobreviver aos sofridos dez anos em que conviveu com a doença.

"Sinto o batimento no peito, [...] essa vida é muito importante. Estou vivendo."


"A versão mangá de 1 Litro de lágrimas é muito legal, e parece que o dorama(acho que é isso) é muito legal também.=)."


1 comentários:

C. Tieko. K. disse...

Que interessante^^
eu já vi o dorama e chorei muito...
o dorama traz através das situações cotidianas de Aya muitas lições de vida. =]
recomendo =]

Postar um comentário

Formispring-me!

Projeto Final Fantasy!

Blog MTV

gameblog
Related Posts with Thumbnails